Siga por e-mail

quinta-feira, 1 de março de 2012

DOUTRINA DO NOVO MANDAMENTO - III




DOUTRINA DO NOVO MANDAMENTO - III


P – Por que Deus é imutável?
R – Porque, se estivesse sujeito a mudanças, ou variações, as leis que regem o Universo não teriam estabilidade alguma.

P – Por que é todo-poderoso?
R – Porque, sendo único e eterno, é o autor de tudo o que existe.

P – Por que é soberanamente justo e bom?
R – Por causa da sua infinita perfeição, na justiça e na bondade.

P – Deus tem a forma humana que aparece nas figuras da Igreja?
R – Esse deus antropomorfo, criado pela religião idólatra e que é figurado com uma longa barba, prova o atraso das religiões anti-reencarnacionistas. Ora, se Deus tivesse forma humana estaria limitado e, por conseguinte, circunscrito, deixando de ser onipotente, onisciente e onipresente.

P – Deus, então, não tem matéria?
R – Se Deus fosse matéria, deixaria de ser imutável na sua perfeição, pois estaria sujeito às transformações matérias. DEUS É ESPÍRITO: sua natureza difere de tudo o que chamais matéria.

P – Como Deus criou o homem à sua imagem e semelhança?
R – Pelo Espírito, porque Deus não tem corpo.

P – Deus governa o Universo?
R – Sim, por força da sua Boa Vontade, como o homem governa o seu corpo.

P – Deus cria sem cessar?
R – Sim, de toda a eternidade. Até vossa razão se nega a aceitar Deus inativo, pois o Cristo ensinou: “O Pai trabalha sem cessar”. Se assim não fosse, Deus não seria imutável, pois se teria manifestado de modos diversos, primeiro em ação, depois em inatividade.

P – Todos chegarão a ver o Senhor Deus?
R – Sim, quando chegarem à perfeição, depois de vencerem todas as provas, pela fé, pelas obras, pela graça, pela paciência, pela perseverança. Lembrai-vos das palavras de Jesus: “Aquele que perseverar até ao fim será salvo”. Até lá, haverá um abismo entre a parte e o todo, entre o relativo e o absoluto, entre a criatura e o Criador.

P – Todos nós temos o dever de amar a Deus?
R – Sim, porque Deus é nosso Pai e nos criou para a felicidade eterna.

P – De que modo devemos adorar o Pai?
R – O Cristo ensina: “Deus é Espírito, e importa que aqueles que o adoram o adorem em Espírito e Verdade”. No nosso lar, elevai-lhe o pensamento por meio da prece, tendo plena confiança em sua bondade e em sua justiça. Adorais o Senhor amando e respeitando vossos pais; amando o próximo, isto é, socorrendo-o em suas necessidades, perdoando-lhe as ofensas, fazendo-lhe todo o bem possível; cumprindo, enfim, todos os deveres que vos impões a Moral Cristã, não do cristianismo dos homens, mas do CRISTIANISMO DO CRISTO, que é o do Novo Mandamento.

P – Quando é realmente útil a prece?
R – Quando é sincera, quando sai do coração. É ineficaz quando pronunciada somente pelos lábios.

 P – Por quem devemos orar?
R – Por vós mesmos, por vossos pais e irmãos, parentes e amigos, por todos os que sofrem e, portanto, por vossos inimigos.

P – Qual o objetivo da oração?
R – Suplicar a Deus a força e o valor necessários para melhorar todos nós, homens ou Espíritos, suportando com paciência e resignação as provas e tribulações da marcha para Deus.

Nenhum comentário:

Postar um comentário